Celular quebrado: quando vale a pena consertar ou comprar um novo?

Celular quebrado: quando vale a pena consertar ou comprar um novo?

Felipe Felipe 07 jun 2021

Quase todas as pessoas hoje em dia utilizam um smartphone. E quando surge um problema, consertar um celular quebrado ou partir para a próxima e comprar um novo é uma dúvida bem comum, principalmente considerando a comparação de preços do conserto e de um smartphone novo. 

Películas e capinhas não usadas somente pela estética do seu celular! Elas conferem proteção mecânica ao seu aparelho evitando que acidentes com ele quebrem seus componentes, principalmente os externos como tela e carcaça.  

Consertar um celular pode custar até 30% do valor total do aparelho. Para evitar prejuízos, é necessário que se reavalie o dano, o valor do conserto e o valor do dispositivo. Ter paciência também ajuda você a não tomar perdas maiores, portanto, estude um pouco a situação antes de fazer qualquer coisa. 

Para te ajudar nesses momentos, preparamos dicas de como considerar o conserto ou a compra de um novo aparelho, caso o seu smartphone esteja com defeito. Confira! 

Avalie sua pressa 

A primeira coisa que vem na cabeça ao ter um problema com celular é levá-lo a uma assistência técnica. O orçamento que te fazem nesses estabelecimentos inclui o preço de tudo que será usado ou trocado para o conserto e do trabalho do profissional responsável. 

Consertar seu celular pode demandar tempo na assistência técnica, principalmente se a loja precisar fazer o pedido de uma peça específica.. Isso pode ser um problema caso você utilize o seu celular para trabalhar ou ainda precise de comunicação constante por uma outra razão.  

Se você estiver com muita pressa, pode ser que comprar um aparelho novo seja mais efetivo para você. Se for um procedimento simples como a troca de uma bateria que não está funcionando bem ou da tela, é um processo mais rápido e vale a pena verificar com as empresas de assistência técnica da sua cidade o prazo que fazem a entrega do seu dispositivo.  

Pesquise empresas 

Se seu celular ainda está em prazo de garantia, ótimo! Você só precisa procurar a loja autorizada mais próxima e solicitar o reparo. Caso não esteja mais no prazo de garantia, isso pode significar que vai ter algum custo para você, que pode variar dependendo do tipo de conserto que for ser realizado.  

Se você quer apostar no conserto do seu aparelho, pesquise entre as assistências técnicas da sua cidade. Sabendo os problemas que seu aparelho apresenta, você pode saber qual empresa oferece esse tipo de serviço e as peças que serão necessárias por um valor justo e que caiba dentro do seu bolso.  

Mas lembre-se: às vezes o barato pode sair caro. Tome muito cuidado com empresas que não tem credibilidade o prometem reparos milagrosos por preços super baixos. Uma empresa séria e bem reconhecida no mercado não será necessariamente a mais cara e provavelmente irá resolver sua demanda por um preço justo. 

Valor de conserto versus valor de compra 

Se a tela do seu celular quebrou, isso significa que o conserto dela pode custar de 30% a 60% do valor original, dependendo do modelo. Se seu smartphone for de um valor muito alto e você não puder comprar um de mesmo valor no momento, avalie se modelos mais simples não satisfarão suas necessidades. 

Outros defeitos como problemas na bateria do celular, seja por problemas no carregamento ou tempo de uso, podem ter o conserto avaliado. A troca de uma bateria pode custar bem menos que um celular novo no sistema iOS, por exemplo. Já no sistema Android, que costuma custar menos, isso vai depender do modelo do celular desejado e do valor da bateria que será reposta. 

Se a câmera do seu celular quebrar, porém todo o resto estiver em pleno funcionamento, há como consertar e costuma ser bem mais barato que outro dispositivo. Ainda se for necessário fazer a troca da câmera, uma assistência técnica da marca do seu modelo pode fazer isso, por um valor justo.  

O mesmo vale para saída de áudio, alto falantes e problemas com a memória interna do celular. Somente um orçamento feito por uma assistência técnica de qualidade poderá dizer se cabe procurar um novo aparelho ou se vale a pena trocar os componentes do seu antigo e defeituoso.  

Se o dano tiver sido extenso devido à queda, quebrando uma parte muito grande dos componentes e a estrutura física da carcaça do celular, considere comprar um novo. Muitas vezes o investimento financeiro compensa o trabalho e a espera de um conserto que pode ou não dar certo.   

Se seu celular não é de um modelo tão novo, pode ser que no conserto sejam utilizadas peças que não são tão novas. Se você usa o seu celular a muito tempo, também vale pensar se já não é hora de trocar por um modelo mais atualizado. Aliás, os aplicativos que usamos se atualizam frequentemente e os sistemas operacionais também, e modelos mais novos podem ser mais funcionais para eles.  

Pesquise o valor e custo benefício de celulares novos 

Agora que você já sabe a média de custo do conserto do seu aparelho, verifique o quanto um celular novo que atenda às suas necessidades custaria. Pode ser que o valor do conserto não valha a pena frente ao valor que o seu aparelho custaria novo no mercado. 

Para fazer a pesquisa, utilize sites que apresentam a ficha técnica desses celulares, e comparam a qualidade de pontos específicos com outros aparelhos. Assim, você consegue ficar atento ao melhor modelo para você, que te apresente um bom uso frente a um valor que seja compatível com o seu orçamento.  

Outra dica para saber mais a respeito de um celular que você possa vir comprar é assistir reviews desses aparelhos no YouTube. Existem inúmeros vídeos que falam sobre as experiências pessoais de usuários com diferentes aparelhos.  

Se você tiver pressa e mais dinheiro disponível, comprar um celular novo pode ser a melhor opção. Isso te confere menos trabalho e você pode conseguir vários modelos por um preço justo, sejam novos ou seminovos. 

Além disso, fique de olho no desempenho do seu celular, se realmente o custo dele compensa pela entrega, na durabilidade da bateria, se possui uma tela Full HD, um sistema operacional que seja satisfatório e outras atribuições que sejam necessárias para você. 

Verifique os problemas que seu aparelho já apresentou 

Se seu celular está com defeito e não é a primeira vez que eles aparecem, pense bem antes de tentar mais um conserto. Celulares são equipamentos criados por seres humanos, então é normal que falhas aconteçam. Porém se você exige que determinados aspectos dele sejam de alta qualidade, procure um aparelho voltado para isso.  

Se você trabalha com redes sociais e depende de fotos de alta qualidade, é interessante procurar um celular que atenda suas necessidades, sejam elas uma câmera de alta qualidade, um grande espaço de armazenamento ou uma capacidade de processamento maior para determinados aplicativos. 

Quando seu smartphone apresenta defeitos recorrentes cabe avaliar se o valor gasto com consertos não poderia ser investido em um aparelho melhor, que cause menos problemas, afinal, a tecnologia deve nos ajudar e não nos causar inconvenientes. 

Um bom celular tem em média dois a quatro anos de durabilidade, mas caso a quebra dele tenha sido devido a uma queda ou um acidente físico, reconsidere seguindo os passos que foram mencionados acima.  

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.